CNA/Senar

Resultado preliminar do Censo Agropecuário sai em julho

Segundo o gerente técnico do Censo Agropecuário, Antônio Florido, a coleta de dados em que os recenseadores percorrem os imóveis rurais está praticamente encerrada

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai divulgar o resultado preliminar do Censo Agropecuário Brasileiro em julho. A informação foi anunciada durante evento realizado na Câmara dos Deputados. De acordo com o Superintendente Técnico da CNA, Bruno Lucchi, que acompanhou o evento, ontem, 10, a Confederação atuou de maneira direta na mobilização de parlamentares para a aprovação da emenda que destinou recursos para a realização do censo, após 11 anos da última pesquisa que ocorreu em 2006.

“Com a divulgação dos dados, teremos a possibilidade de criar alguns indicadores específicos sobre o setor e utilizá-los de maneira estratégica na implantação de políticas públicas para, por exemplo, aumentar a competitividade da agropecuária brasileira”, afirmou Lucchi. Junto com outras entidades, a CNA também mobilizou produtores rurais sobre a importância de responderem a pesquisa. O Censo agropecuário já alcançou mais de 5 milhões de estabelecimentos rurais em todo o País, abrangendo uma área de mais de 340 milhões de hectares.

Segundo o gerente técnico do Censo Agropecuário, Antônio Florido, a coleta de dados em que os recenseadores percorrem os imóveis rurais está praticamente encerrada.  “Até o final de abril, vamos retornar a campo para a revisão de alguns dados e checagem da veracidade de algumas informações”, destacou.

Entre os dados que serão divulgados estão informações sobre a caracterização de produtores, de estabelecimentos, do uso da terra, irrigação, quantidade de animais e quantidade produzida dos principais produtos da agropecuária. Durante o evento, também foi anunciada a realização do censo demográfico em 2020.

O presidente do IBGE, Roberto Olinto, afirmou que os dados obtidos no censo possibilitam conhecimento sobre hábitos e distribuição da população. “É um dos itens para atender uma agenda de desenvolvimento sustentável, estabelecida pelos países que fazem parte das Nações Unidas. Isso representa uma base de uma série de indicadores para o desenvolvimento sustentável”, pontuou.

CNA/Senar

Publicidade

Publicidade