Divulgação/Abapa

Produtores pedem urgência no término de obras em rodovias do oeste baiano

Eles também solicitaram urgência na finalização de trechos inacabados da BR-020, que liga Santa Rita de Cássia e Campo Alegre de Lourdes, e da BR-030, para o asfaltamento do trecho Carinhanha-Feira da Mata-Cocos e de Cocos a Mambaí, já em Goiás

Moacir Neto

Os produtores rurais baianos já mostraram que têm boa vontade. Tanto é que se uniram para recuperar alguns trechos de estradas vicinais, pensando justamente nas melhorias para o escoamento da produção e também visando beneficiar moradores de regiões servidas pelos trechos. Além de aguardar respostas do poder público, um grupo foi até Brasília pedir mais empenho no assunto.

Eles se reuniram com o ministro dos transportes, Maurício Quintella Lessa, para verificar o andamento da conclusão de trechos inacabados da BR-135, que liga as sedes dos municípios de São Desidério a Correntina (oeste da Bahia). Eles também solicitaram urgência na finalização de trechos inacabados da BR-020, que liga Santa Rita de Cássia e Campo Alegre de Lourdes, e da BR-030, para o asfaltamento do trecho Carinhanha-Feira da Mata-Cocos e de Cocos a Mambaí, já em Goiás. Também participaram da reunião, no dia 31 último, o diretor nacional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Valter Casimiro Silveira, e o superintendente regional do Dnit na Bahia, Amauri Sousa Lima.

Ao representar os agricultores baianos, o presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Júlio Cézar Busato, explicou ao ministro que estes trechos são essenciais para o desenvolvimento regional. “Além de melhorar a acessibilidade de quem precisa se deslocar entre as cidades, vai ajudar a reduzir os custos de transporte da produção”, disse.

No caso da BR-135, precisa ser concluída a ponte do rio Guará, inacabada há nove anos. Na atual, de madeira, não trafegam veículos com cargas pesadas. Na BR-020, a rodovia iria reduzir a distância para o mercado do nordeste, sobretudo para o escoamento da soja e do milho para as regiões produtoras de grãos da Garganta e Coaceral, em Formosa do Rio Preto (BA). O dirigente também aproveitou o momento para reforçar as características em solo, chuva e tecnologia contribuindo, nos últimos 30 anos, para tornar o oeste da Bahia em um dos principais polos agrícolas do Brasil.

O líder do PR na Câmara dos Deputados, José Rocha, que liderou a comitiva que contou também com prefeitos e vereadores, reforçou a cobrança por mais investimentos para a Bahia. “As BR´s 135, 020 e 030, que passam pelo oeste e sudoeste da Bahia, são importantes ligações para os estados vizinhos, como Piauí e Minas Gerais, e garantiriam maior desenvolvimento econômico e social para as cidades da região. Precisamos dar à Bahia a importância que ela tem no contexto da produção agrícola brasileira.”

O prefeito de Cocos, Marcelo de Souza, reforçou sobre a importância da rodovia para ligar a sede do município para a região produtora por meio da BR-030. “Teremos um aumento de renda do comércio e emprego na cidade com o melhor acesso entre a sede e a área produtora. Por causa do isolamento, não estamos tendo essa oportunidade de crescimento.”

Portal Revista Safra, com informações da Abapa

Publicidade

Publicidade