Primeira etapa do Acrimat em Ação mobiliza mais de mil pecuaristas

Este ano a palestra Do prato ao pasto: agregação de valor à pecuária de corte é apresentada pelo engenheiro agrônomo da Scot Consultoria Marco Tulio Habib Silva. O tema traz aos produtores como todos os sistemas pecuários podem trabalhar para produzir carne de qualidade para o consumidor

Em Goiás, o rebanho bovino ultrapassa 22 milhões de cabeças. Iniciativas como a Goiás Genética, maior feira dedicada ao melhoramento genético do Zebu, buscam estimular a cadeia produtiva e também garantir mais rentabilidade a pecuaristas. Em Mato Grosso, ação semelhante é levada a campo. Este ano, o Acrimat em Ação mobilizou 1,07 mil produtores em sete municípios mato-grossense, nas regiões do Pantanal e do Vale do Guaporé, no oeste mato-grossense. Iniciativa da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), o projeto traz como tema central a agregação de valor à pecuária de corte e as ferramentas existentes para melhorar a produtividade da fazenda e a qualidade da carne produzida.

Nesta primeira etapa do Acrimat em Ação, que passará por todas as regiões produtoras do estado em cinco rotas, foram realizadas palestras e reuniões nos municípios de Poconé, Rio Branco, São José dos Quatro Marcos, Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Porto Esperidião, Cáceres e Araputanga. Ao todo, 1.076 produtores participaram do evento na região que representa 15% do rebanho mato-grossense, totalizado em 30 milhões de animais.

O vice-presidente da Acrimat e pecuarista da região oeste, Amarildo Merotti, destaca a importância do projeto para auxiliar os produtores que buscam melhorar os resultados da atividade e também para que a entidade tenha conhecimento das demandas da pecuária de corte. “Com a apresentação abordamos que não produzimos apenas boi, mas carne e como podemos agregar valor e qualidade para concorrer as opções existentes no mercado. Além disso, podemos ouvir dos produtores como podemos dar suporte para viabilizar melhores condições para o setor”, explica Merotti.

Este ano a palestra Do prato ao pasto: agregação de valor à pecuária de corte é apresentada pelo engenheiro agrônomo da Scot Consultoria Marco Tulio Habib Silva. O tema traz aos produtores como todos os sistemas pecuários podem trabalhar para produzir carne de qualidade para o consumidor e assim melhorar os resultados de seu negócio. Da produção de bezerro à terminação de bovinos, em todas as etapas existem ferramentas e tecnologias capazes aumentar os índices produtivos e a qualidade da carne.

Na próxima semana, a partir de terça-feira, 6, o Acrimat em Ação inicia a Rota 2 e percorre mais sete municípios, passando por São José do Rio Claro (6), Sinop (7), Marcelândia (8), Tabaporã (9), Juara (10), Brasnorte (12) e Barra do Bugres (13). A realização do Acrimat em Ação 2018 conta com alguns parceiros que estão presente no dia a dia do pecuarista. Como é o caso do Sistema Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) que representam os produtores de todo o estado e possibilitam a capacitação técnica do setor por meio de cursos e projetos tecnológicos.

Portal Revista Safra, com informações da Acrimat

 

Publicidade

Publicidade