Moagem de cana segue atrasada na primeira quinzena de maio

Até 15 de maio, 249 unidades produtoras estavam em atividade no Centro-Sul, ante 258 em idêntico período de 2016

Moacir Rodrigues

A primeira quinzena de maio registrou queda na moagem de cana-de-açúcar em São Paulo, na região Centro-Sul e também nos demais Estados. O maior porcentual de queda foi em São Paulo, 29%, se observados os números da safra 2016/2017, quando foram contabilizadas mais de 69 milhões de toneladas, frente às 49 milhões de toneladas previstas para a atual safra. Os dados foram fechados no dia 16 e são de responsabilidade da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única).

A região Centro-Sul colheu, na safra do ano passado, mais de 108 milhões de toneladas. Nesta, pouco mais de 80 milhões (queda de 26%). Nos demais Estados, a produção deve despencar 22% (39milhões de toneladas, contra 31 milhões de toneladas da atual safra).         O volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras do Centro-Sul do Brasil totalizou 38,46 milhões de toneladas na primeira metade de maio de 2017, despencando de 3,10% sobre o valor observado na mesma quinzena de 2016 (39,69 milhões de toneladas).

Persiste, na região Centro-Sul, o atraso de quase 30 milhões de toneladas no processamento de cana, com impactos negativos nas produções de açúcar e etanol. No caso do açúcar, a produção por tonelada de cana no início desta safra está praticamente idêntica àquela registrada no mesmo período do ciclo anterior: 49,07 quilos de açúcar por tonelada de cana em 2017, contra 48,89 quilos registrados até 15 de maio de 2016. Até 15 de maio, 249 unidades produtoras estavam em atividade no Centro-Sul, ante 258 em idêntico período de 2016. A expectativa é de que outras 13 unidades iniciem safra na segunda quinzena do mês.

Em relação ao etanol, foram fabricados 3,10 bilhões de litros entre abril até 15 de maio de 2017, sendo 1,14 bilhão de litros de anidro e 1,96 bilhão de litros de hidratado. Esse volume é sensivelmente inferior aos 4,40 bilhões de litros registrados no último ano. A produção de etanol somou 1,48 bilhão de litros, dos quais 840,54 milhões de litros de hidratado e 642,46 milhões de litros de anidro. O volume de etanol comercializado pelas unidades produtoras do Centro-Sul somou 965,35 milhões de litros na primeira quinzena de maio de 2017, sendo 42,17 milhões de litros destinados à exportação e 923,18 milhões de litros ao mercado doméstico.

Portal Revista Safra com informações da Unica

Publicidade

Publicidade