Publicidade
Publicidade

Tecnologia

Michelin apresenta inovação na Agrishow 2017

No estande da marca, o público pode conferir os primeiros pneus produzidos no Brasil com a inovadora tecnologia Michelin Ultraflex, que garante expressiva economia de combustível aliada a uma maior produtividade

MICHELIN AXIOBIB IF 710-70 R452 (1)

No estande da marca, o público pode conferir os primeiros pneus produzidos no Brasil com a inovadora tecnologia Michelin Ultraflex, que garante expressiva economia de combustível aliada a uma maior produtividade

Moacir Rodrigues
de Ribeirão Preto (SP)

Pioneira na radialização do mercado de pneus agrícolas no Brasil, a Michelin trouxe inovações para apresentar na 24ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow). Uma delas, o pneu Axiobib IF 710-70 R42. No estande da marca, o público pode conferir os primeiros pneus produzidos no Brasil com a inovadora tecnologia Michelin Ultraflex, que garante expressiva economia de combustível aliada a uma maior produtividade. Com as inovações, a empresa confirma, mais uma vez, a liderança tecnológica no segmento.

“A Michelin, mais uma vez, mostra que acredita e investe no País. A chegada da tecnologia Michelin Ultraflex vem para revolucionar o mercado de pneus agrícolas do Brasil, onde já estamos presentes industrialmente há mais de 30 anos. Durante a Agrishow, novamente, mostraremos que a melhoria do rendimento agrícola começa pelos pneus, onde a tecnologia se oferece, cada vez mais, como grande aliada do produtor rural”, diz o diretor de Comércio e Marketing de Pneus Agrícolas da Michelin América do Sul, Christian Mendonça.

O executivo explica que os pneus foram desenvolvidos para a realidade brasileira, em solo nacional. Os novos pneus Michelin MachXbib e Michelin Axiobib vêm para incrementar a oferta de produtos e serviços da empresa, sempre atenta às necessidades dos clientes. A tecnologia adotada é capaz de atender aos desafios do agricultor em todos os ciclos da safra. Os lançamentos destinam-se a tratores de alta potência, melhorando a produtividade, ao mesmo tempo em que contribuem para a preservação do meio ambiente. A economia de combustível é outro fator que pesou nas decisões da empresa ao projetar os produtos. Tudo comprovado por meio de testes feitos em dezembro de 2016, auditados pela Fundação Vanzolini e pelos próprios produtores rurais.

“Graças à sua alta tecnologia, o aumento da superfície de contato com o solo melhora a capacidade de tração do pneu, diminuindo a taxa de patinagem. Como resultado, o agricultor obtém um aumento da produtividade da lavoura pela menor compactação do solo e trabalha mais rapidamente. Além disso, adquire considerável economia de combustível”, explica o gerente de Marketing Produto da Michelin América do Sul, Antonio Koller. (com Assessoria)

Portal Revista Safra

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>