Indicador do boi gordo apresenta oscilação negativa

Em minas, o complexo carnes é o quarto colocado nas exportações, com faturamento registrado de US$ 964 milhões

Moacir Neto

Indicador do boi gordo fechou na quinta-feira, 4, a R$ 144,80 a arroba, com variação negativa diária de 1,43% e 0,82% (mensal). Comercializado a 44,87 em moeda norte-americana. No dia anterior, a arroba foi cotada a R$ 146,90 (variação diária de 0,69% e mensal de 0,62%). Vendido a US$ 45,31 a arroba. Os números são do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/Universidade de São Paulo (Cepea/Esalq/USP).

Em minas, o complexo carnes é o quarto colocado nas exportações, com faturamento registrado de US$ 964 milhões, representando 12,1% do valor exportado da pauta do agronegócio do Estado e crescimento de 25% em relação ao período anterior. A carne bovina foi a responsável pelo crescimento do segmento.

O valor alcançado foi de US$ 598 milhões, que representou crescimento de 68,7% em relação ao ano anterior. O resultado demonstra uma superação do setor, tendo em vista que o ano de 2017 enfrentou turbulências no mercado internacional, devido à operação carne fraca. As informações são da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) com base nas informações do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Portal Revista Safra, com informações da Seapa e Esalq/USP

Publicidade

Publicidade