Texto Comunicação Corporativa/Divulgação

Greve muda rotina no Parque de Exposições de Goiânia

Mesmo diante de tal cenário, nasce uma nova empresa de genética bovina. A CB Genetics chega ao mercado como uma nova opção de acesso dos pecuaristas a uma genética diferenciada, respaldada por indicadores econômicos, extrema funcionalidade e resultados produtivos e reprodutivos

Em apenas dez dias, a greve dos caminhoneiros mudou a rotina durante a realização da 73ª Exposição Agropecuária de Goiás. A feira terminou no dia 28, mas, diante da paralisação, a Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA) montou uma comissão de Gerenciamento de Crise com o objetivo de manter o conforto de animais que não pudessem ser removidos do parque.

Pelo menos mil animais, que por força contratual após o término da exposição, deveriam começar a sair à meia-noite da última segunda-feira, 28, continuarão no parque em caso de pedido do expositor para que não corram riscos ou maus tratos nos bloqueios. A rotina no parque mudou drasticamente, obrigando a SGPA a providenciar mais de 36 toneladas de suprimentos para atender até 15 dias de alimentação dos animais (bovinos, suínos, equinos, capriovinos e outros). Também foi montado regime de plantão de 24 horas da equipe veterinária. Mantido o restaurante que atende aos tratadores e colaboradores do Parque de Exposições de Goiânia, como também os alojamentos (quarto/banheiro) para hospedar os mesmos.

A exposição deste ano, válida para o Ranking Nacional Nelore da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) e para o Ranking Estadual da Associação Goiana do Nelore (AGN), recebeu animais de excelente genética da raça. Dentre todas as raças participantes, a Nelore foi a atração principal na exposição, marcando presença com cerca de 500 animais em julgamento entre os dias 19 e 24. Cerca de 30 expositores de vários estados levaram seus animais para Goiânia. Horacio Alves Ferreira Neto, Celio Arantes Heim e Luis Renato Tiveron foram os jurados destacados para a avaliação dos animais em pista.

“Para a AGN, é de suma importância a presença da raça Nelore na exposição. Afinal, a raça representa cerca de 80% do rebanho bovino brasileiro. É uma oportunidade fantástica para apresentar aos pecuaristas goianos e de todo o País a evolução do Nelore. A parceria entre a Nelore Goiás e a ACNB é um importante canal de fomento da raça”, destaca o presidente da AGN, Eurico Velasco.

“Goiás é um importante polo de criação da raça Nelore. Da região saem animais de alto potencial genético, que se destacam nas mais diversas pistas de julgamentos do País. A ACNB tem como um de seus objetivos centrais contribuir para a expansão das competições da raça Nelore de Norte ao Sul do País. Além disso, como o maior estado confinador do País, Goiás vem elevando o seu status na produção de carne bovina. Esta, aliás, é a principal bandeira da ACNB, ou seja, incentivar a produção de um Nelore capaz de gerar carne de alta qualidade e ter o devido reconhecimento de mercado”, explica, por meio de assessoria, o presidente da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), Nabih Amin El Aouar.

Negócios – Pela primeira vez em 73 edições, uma construtora foi convidada a participar da Exposição Agropecuária do Estado de Goiás. A Loft Construtora e Incorporadora, representada pelo diretor, Gustavo Veras,  integrou a Cadeia Produtiva do Boi, espaço que apresentou todo o ciclo produtivo da carne bovina, da inseminação à degustação. A oportunidade é um sinal das relações comerciais e financeiras entre o mercado imobiliário e a agropecuária, acredita o executivo.

Ele sustenta a afirmação em números recentes, apurados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), ao mostrar que os estados ligados ao agronegócio, entre eles Goiás, estão puxando a recuperação do mercado imobiliário no Brasil desde 2017. Em virtude dessa influência do agrobusiness, segundo a Abecip, a Grande Goiânia registrou um crescimento no número de lançamentos de 12,5%, enquanto que nacionalmente houve queda de 13%.

Dados da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO) revelam que as vendas de imóveis no estado de Goiás cresceram 127% em 2017 quando comparadas ao ano anterior. O volume de negócios chegou a R$ 2,5 bilhões. Conforme a vice-presidente da Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), Ana Maria Passani Miranda, além de serem dois mercados afins, o convite à Loft, para participar desse novo espaço na Pecuária de Goiânia partiu do forte posicionamento que a construtora tem no mercado da construção sustentável.

Neste ano, a empresa completou 20 anos de história e, desde 2006, passou a lançar somente empreendimentos com medidas de sustentabilidade. Os residenciais da marca contam com reaproveitamento de água, uso de energia solar, telhado verde, preservação de árvores e maior área permeável, hortas, entre outros diferenciais.

Genética – Mesmo diante de tal cenário, nasce uma nova empresa de genética bovina. A CB Genetics chega ao mercado como uma nova opção de acesso dos pecuaristas a uma genética diferenciada, respaldada por indicadores econômicos, extrema funcionalidade e resultados produtivos e reprodutivos. “A pecuária brasileira é um gigante em números, porém ainda tem muito o que evoluir em termos de produtividade. Na média, nossos resultados são baixos. A CB Genetics quer contribuir para mudar essa realidade”, explica o dono da empresa, Paulo de Castro Marques.

A CB Genetics assume o compromisso de oferecer exclusivamente genética de resultados aos pecuaristas, de maneira direta e objetiva, de quem produz para quem utiliza e focada na incansável busca do retorno econômico na forma de precocidade sexual e de acabamento, fertilidade, acabamento superior de carcaça e rendimento no abate, entre outros. Ou seja, marmoreio de alta qualidade.

A empresa inicia suas atividades com a oferta de genética das raças Angus, Brahman e Simental, produzida pela Casa Branca, importante programa de melhoramento genético com foco em resultados, reconhecido em toda a América Latina. O passo seguinte é a diversificação das fontes de genética, com a atração de projetos que selecionam com foco em retorno econômico para os pecuaristas, também contribuindo para a melhoria dos índices de produtividade da atividade como um todo.

Para coordenar a comercialização dos seus produtos, a CB Genetics firmou parceria com a SAP, uma das mais consolidadas empresas de assessoria técnica da pecuária brasileira, com 20 anos de serviços prestados a importantes criadores. “Sempre admiramos o trabalho do Paulo de Castro Marques e sua preocupação com a melhoria da produtividade da pecuária brasileira, sempre investindo em tecnologia e em rigorosa seleção para colocar no mercado genética comprovadamente de resultados. Assim, é com muita tranquilidade e confiança que firmamos essa parceria com a CB Genetics”, explica um dos diretores da SAP, Fernando de Barros.

Portal Revista Safra, com informações da Comunicação Sem Fronteiras, SGPA e Texto Comunicação Corporativa

Publicidade

Publicidade