Arquivo

Demanda enfraquecida faz preço do suíno cair

No acumulado de fevereiro (de 31 de janeiro a 28 de fevereiro), a cotação do suíno posto chegou a cair 10% na região norte do Paraná e 5,7% na SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba)

As demandas doméstica e internacional enfraquecidas no segundo mês de 2018 reforçaram as consecutivas quedas nos preços do suíno, conforme indicam pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/Universidade de São Paulo (Cepea/Esalq/USP).

No acumulado de fevereiro (de 31 de janeiro a 28 de fevereiro), a cotação do suíno posto chegou a cair 10% na região norte do Paraná e 5,7% na SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba). Nestes primeiros dias de março, o preço do suíno no mercado independente continua em baixa em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea/USP.

Quanto ao cenário externo, a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) aponta que os embarques de carne suína in natura somaram 35,7 mil toneladas em fevereiro, menor resultado do setor desde março de 2015, quando o volume foi de 30,6 mil toneladas.

Cepea/USP

Publicidade

Publicidade