Publicidade
Publicidade

Tecnologia

Agronegócio: 2017 pode ser o ano da retomada do crescimento

Expositores e fabricantes de máquinas na Agrishow esboçam otimismo e acreditam que economia deve voltar aos trilhos 

34052339730_3bf45a50e3_z

Expositores e fabricantes de máquinas na Agrishow esboçam otimismo e acreditam que economia deve voltar aos trilhos 

Moacir Rodrigues
de Ribeirão Preto (SP)

Se 2017 ainda não pode ser encarado como ano de total recuperação econômica, pelo menos já é visto pelo agronegócio como uma espécie de início da retomada do caminho do crescimento. A premissa se sustenta a partir de declarações de expositores e também de empresas do setor à Safra, um dos veículos de imprensa presentes na 24ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, a Agrishow 2017.

A feira, que vai até amanhã, tem o importante papel de ser a vitrine de inovações tecnológicas e também indutor para o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva do agronegócio. À organização do evento, o gerente comercial da Kampag,  Sidnei Kamphorts, disse que a edição de 2017 está surpreendente. “Viemos para feira com a meta de vender 20 módulos de alta performance, nosso principal produto. No primeiro dia recebemos muitos clientes interessados, no segundo já comercializamos 23 máquinas, mais que a nossa expectativa. Com os negócios indo bem e grande movimentação no nosso espaço, já aumentamos a nossa meta para 50 produtos.”

O módulo de alta performance desenvolvido pela Kampag melhora o desempenho da colheitadeira axial em até 30%. O equipamento elimina as vibrações do rotor, aumenta a eficiência de colheita na cultura com talo verde e palha úmida, reduz os danos da semente entre 2% a 4%, diminui o consumo de combustível durante a trilha em até 15%, aumenta o tempo da colheita em até duas horas por dia e reduz as impureza e a perdas na colheita do milho e feijão.

Conhecimento

Uma das novidades da Agrishow 2017, a Arena do Conhecimento recebeu o tema “A Revolução das Máquinas, quando algoritmos, Inteligência Artificial, Internet das Coisas e outras tecnologia se encontram com os motores do campo”, ocasião em que os debatedores destacaram a lavoura conectada e a máquina do futuro, essenciais para o agricultor ter mais dados e tomar suas decisões. Os painéis foram apresentados pela StartAgro. A Agrishow é realizada em em Ribeirão Preto (SP), sendo uma iniciativa das principais entidades do segmento no país: Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) e Sociedade Rural Brasileira (SRB).

Trator do Ano

Também na Agrishow 2017 foi entregue o Prêmio Trator do Ano. O escolhido foi o modelo Valtra T250. Além desse, foram contemplados outros equipamentos em diversas categorias. Na categoria chamada Especiais, o prêmio foi concedido ao modelo Massey Ferguson MF 4275 Compacto Cabinado. O Design do Ano foi para a Case IH com o trator Magnum 380 e o título de Marca Mais Votada pelos agricultores do Brasil também ficou com a Case IH. Também foram premiados o destaque na categoria de até 100cv, cujo vencedor foi o modelo U60 Cabinado, da marca LS Tractor. Na categoria entre 100 e 200cv, o vitorioso foi o trator MF 6713, da Massey Ferguson. Por fim, o destaque na categoria entre 100 e 200cv ficou com o Valtra T250. O Prêmio Trator do Ano, organizado pela revista Agri World, tem patrocínio da Trelleborg Wheel Systems do Brasil e apoio da Agrishow, Brascab, Marispan e GTS do Brasil.

A case IH, uma das empresas visitadas por Safra, apresentou as colheitadeiras Axial-Flow, que trazem como principal novidade a Série 230 Extreme, que é equipada com motores FPT Industrial Cursor 10 e Cursor 13 e utiliza sistema CVT, que proporciona maior eficácia na transmissão de energia – com até 92% a mais de aproveitamento da energia do motor versus 85% no sistema por correias –, maior robusteza da máquina e três menos pontos de lubrificação. Além disso, ela teve sua capacidade de armazenamento do tanque de grãos ampliada em até 17%, com velocidade de descarga de até 159 l/s, o que equivale a um aumento de 41%. Já a JCB, apresentou três modelos da nova linha de escavadeiras hidráulicas. As máquinas podem sem aplicados tanto na construção quanto no campo. Na área agrícola, os produtos da empresa são utilizados na escavação de poços e linhas de irrigação, limpezas de pátios e currais, carregamento de insumos, nivelamento de terreno e construção de curvas de nível. (com Agência)

Portal Revista Safra

Foto: Divulgação/Agrishow

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>